conecte-se conosco


MATO GROSSO

MTI lança podcast para falar de cultura da informação, tecnologia e inovação

Publicados

em


A Empresa Mato-grossenses de Tecnologia da Informação (MTI) lança o podcast MTI TIC Talk para falar de cultura da informação, tecnologia e inovação, nesta terça-feira (27.10). O primeiro episódio do programa debate sobre a GPT-3, uma inteligência artificial generalista que vem causando polêmica no meio tecnológico.

“GPT-3: O Exterminador de Futuro!?” É com essa provocação que a MTI abre o primeiro episódio do programa que pretende debater o uso de novas tecnologias e seus desdobramentos éticos e filosóficos.

“A utilização da Inteligência artificial está se tornando cada vez mais comum no nosso dia a dia. A GPT3 levantou debates nos fóruns e comunidades de tecnologia nos últimos tempos, devido à extensa base de conteúdo utilizada para seu treinamento trazendo uma verossimilhança com a realidade nunca vista antes”, afirma um dos participantes do programa e analista da MTI, Guilherme Campos.

Traduzido do inglês- Generative Pre-training Transformer 3 (GPT3) é um modelo de linguagem autoregressivo que usa aprendizado profundo (deep learning) para produzir texto semelhante ao humano. Desenvolvido pela OpenAI baseado em machine learning (aprendizado de máquinas), possui a capacidade de escrever diversos tipos de gêneros textuais com grande verossimilhança a qualquer trabalho executado por um humano, inclusive, linguagem de programação.

Leia Também:  Após força-tarefa incêndio subterrâneo na Baía dos Guató é controlado pelo Corpo de Bombeiros

Contudo, essas possibilidades também levantaram uma série de questionamentos e preocupações. Por conta de um imenso banco de dados, com todo tipo de conteúdo, o GPT-3 também pode reproduzir conteúdos de ódio, como xenofobia, racismo e machismo. “Algumas experiências mostraram o quão problemático o GPT3 pode ser e nós enquanto programadores precisamos estar atentos a seus possíveis desdobramentos”, afirmou uma das apresentadoras do programa, a analista da MTI, Sayuri Arake Joazeiro.

MTI TIC TALK

A ideia da criação de um podcast para poder abordar novas tecnologias e os seus impactos surgiu dos próprios colaborares da empresa. O MTI TIC Talk é uma das mais de 50 ideias inovadoras analisadas pela Unidade de Gestão Estratégica de Inovação da MTI no último ano.

O nome surgiu da junção das siglas TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) e Talk (falar, traduzido do inglês). O programa terá periodicidade mensal. “Todo mês pretendemos convidar parceiros, colegas e colaboradores da MTI para debater sobre aquilo que a gente mais gosta, tecnologia”, afirmou Patrícia Ladislau, analista da MTI e uma das criadoras, do podcast.

Leia Também:  Salão Jovem Arte apresenta programa educativo dedicado à rede de ensino em MT

Para ouvir o programa você pode acessar o anchor.fm/mtitictalk  ou acessar as principais plataformas de streaming de áudio.

O primeiro episódio do MTI TIC Talk contou com a participação do secretário adjunto da Seplag, Sandro Brandão, e dos analistas de TI, Guilherme Campos e Kivson Andrade. O programa contou com a mediação das analistas Sayuri Arake e Patrícia Landislau.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Polícia Civil cumpre 31 ordens judiciais contra grupo investigado por sonegação e ameaças em posto fiscal de MT

Publicados

em

Por


A Polícia Civil de Mato Grosso deflagrou, na manhã desta terça-feira (27.07), a Operação Mustela Putorius para cumprimento de 31 ordens judiciais dentro do inquérito que apura crimes contra a ordem tributária e de organização criminosa praticados em um posto fiscal da Secretaria de Estado de Fazenda, no município de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá). As ordens judiciais são cumpridas em Mato Grosso, Goiás e Santa Catarina.

Com apoio da Sefaz, a operação cumpre 11 mandados de busca e apreensão, seis instalações de tornozeleira eletrônica, 10 mandados de intimações visando à proibição de frequentar o pátio do Posto Fiscal; duas suspensões do exercício da função pública na Unidade de Fiscalização de Barra do Garças e duas proibições atividade econômica ou financeira no raio de mil metros das intermediações do posto de fiscalização.

A investigação tem por objetivo desarticular uma organização criminosa responsável por um esquema de sonegação fiscal consolidado com o “furo” de posto, cujo fato gerou prejuízo aos cofres estaduais. Conforme a apuração da Defaz, a ação dos batedores/atravessadores investigados auxiliou de 15 a 20 caminhões diariamente, que deixaram de recolher, aproximadamente, R$ 50 milhões no último ano, a maior parte de ICMS incidente sobre o grão escoado a outros estados da federação.

Leia Também:  Rotam completa 20 anos com programação diversificada e homenagens

Com a deflagração da operação e coibindo a prática criminosa investigada, o Governo do Estado estima um aumento de receita aos cofres públicos.

Furo de posto

A investigação conduzida pela Defaz contou com auxílio da Delegacia Regional de Barra do Garças e teve início a partir do recebimento de informações da Corregedoria Fazendária e Superintendência de Controle e Fiscalização de Trânsito sobre irregularidades detectadas no Posto Fiscal da Sefaz em Barra do Garças. Os dados indicavam indícios de ações articuladas por um grupo criminoso, liderado por um ex-colaborador, voltado para a prática de sonegação fiscal. Além disso, os integrantes da organização criminosa ameaçaram colaboradores e servidores do Posto Fiscal durante as atividades funcionais.

Durante a investigação da Polícia Civil, foram reunidos indícios robustos contras os grupos criminosos responsáveis por orientar condutores de caminhão a simular a parada no Posto Fiscal, passando pela unidade sem a devida fiscalização, além de transmitir aos motoristas os melhores horários e rotas alternativas para escaparem da atuação fiscalizatória.

Diante dos elementos coletados durante a investigação, a Defaz representou pelos mandados judiciais, que tiveram manifestação favorável da 14ª Promotoria de Justiça da Capital, e foram deferidos pela 7ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá. As ordens judiciais estão sendo cumpridas nas cidades de Barra do Garças, Aragarças (GO) e Balneário Barra Sul (SC).

Leia Também:  Após força-tarefa incêndio subterrâneo na Baía dos Guató é controlado pelo Corpo de Bombeiros

A Operação Mustela Putorius tem apoio de equipes da Delegacia de Combate à Corrupção, Gerência de Operações Especiais, Delegacias Regionais de Barra do Garças e Água Boa. No  cumprimento de mandado judicial em Santa Catarina, a Defaz contou com apoio da Polícia Civil de Balneário Barra Sul.

Mustela Putorius é o nome científico do furão, remetendo à ideia de “furo” ao Posto Fiscal.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

CIDADES2 horas atrás

Prefeito Alex solicita 7 mil doses de vacina para vacinar pessoas de 18 a 39 anos.

Assessoria O Prefeito de Rosário Oeste Alex Steves Berto solicitou ao Ministério da Saúde através do Conselho de Saúde do...

CIDADES4 horas atrás

Homem que agrediu e matou policial de Acorizal tem histórico de crimes

Fonte: Gazeta Digital Um dos suspeitos que espancaram até a morte o policial Roberto Rodrigues de Souza, na madrugada de...

CIDADES5 horas atrás

Novos vídeos mostram que discussão que terminou com morte de PM começou no banheiro; veja

Por Fabiana Mendes – Olhar Direto Novos vídeos do sistema de segurança da distribuidora ‘Espaço Vip’ mostram que a discussão...

CIDADES17 horas atrás

Polícia Civil identifica acusados de espancarem PM até a morte em Várzea Grande-MT

Roberto Rodrigues de Souza discutiu com dois homens em uma distribuidora em Várzea Grande e morreu após ser espancado por...

CIDADES23 horas atrás

Falta de certidões impede Acorizal de receber recursos

Inadimplência pode fazer com que salários não sejam pagos em Acorizal

ROSÁRIO OESTE23 horas atrás

Rosário Oeste vai avaliar retorno das aulas do Estado para depois iniciar as aulas da rede municipal

Assessoria Foi essa a decisão tomada pelos integrantes do Comitê Municipal de Combate ao Covid-19 de Rosário Oeste em reunião...

CIDADES1 dia atrás

Após roubarem e espancarem motorista, menores assaltaram relojoaria em Nova Olímpia

Fonte: Bem Notícias Os menores que roubaram o carro de uma motorista de aplicativo em Tangará da Serra, espancaram e...

MATO GROSSO

POLICIAL

POLÍTICA MT

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA